quarta-feira, 19 de dezembro de 2007

As tradições portuguesas

Por alturas do Natal, quando vivia na Ribeira Grande, comecei a reparar numas tacinhas com lindas plantas verdes que as empregadas da Escola onde leccionava, colocavam na sala dos professores. Claro que tentei logo saber o que aquilo era. Disseram-me que se tratava duma tradição natalícia e explicaram-me como se procedia à sementeira do trigo e da ervilhaca. Fui logo comprar as sementes e experimentei. A partir daí, as "searas" fazem parte do meu Natal, primeiro em S. Miguel, agora no Porto.
Claro que pensava tratar-se duma tradição açoriana. Qual não é o meu espanto quando ao entrar numa igrejinha em Querença (Loulé), encontrei o presépio que fotografei e aqui publico.
Agora sei que se trata duma tradição, inicialmente algarvia, que madeirenses e açorianos adoptaram. Estes, se não estou confundida, tê-la-iam levado para Santa Catarina (Brasil), povoada maioritariamente por casais açorianos.
É linda esta capacidade de levarmos connosco, para todo o lado, aquilo que nos é querido. Um povo com memória é um povo com Alma.

5 comentários:

Jose Augusto Soares disse...

Mas a memória é curta...neste país que despreza o passado, nada faz no presente,e cujo futuro é, portanto, duvidoso.

Elisabete disse...

Tem razão. De facto, as coisas estão más e a esperança dum futuro melhor já se perdeu. Estou muito pessimista.
Talvez, por isso, tivesse tentado apelar à Alma do povo português que só se manifesta nas ocasiões mais graves da nossa vida colectiva. Vai ser preciso um forte abanão para que se acabe esta letargia. E vai doer... Mas nada é pior que esta paz podre.
Um abraço amigo

emfrosa2 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
emfrosa2 disse...

Minha querida Elisabete... que saudades dos Açores e da Ribeira Grande... dos preparativos do Natal, do presépio das Furnas envolto na bruma... era mágico. Apesar de nunca lá ter passado o Natal, senti sempre a envolvencia da felicidade e da partilha.
Bons tempos.Como é bom recordar.
Obrigada por me fazeres recordar estas tradições tão especiais.
beijinhos.

emfrosa2

Elisabete disse...

Minha amiga,
O que terão estas ilhas para assim nos prenderem?
A tua mensagem de Natal está sensacional. Coisa de artista...
Já viste a minha brincadeira?
Beijos e, mais uma vez, Bom Natal e um 2008 fabuloso.