sábado, 7 de junho de 2008

Homenagem ao ciclone dos AÇORES

Ao começar o Euro/2008, quero aqui lembrar o "voo do milhafre" PAULETA.
Para lhe agradecer as muitas alegrias que deu, a mim e
a todos os portugueses.
FORÇA, PORTUGAL!!!

7 comentários:

prafrente disse...

...mais açoriana era imposssivel!Gostei desse espírito de pertença, desse apego ás origens.
Concordo que Pauleta e outros grandes jogadores de futebol tenham dado muitas alegrias aos portugueses.Pessoalmente prefiro que Portugal seja conhecido pelos seus médicos,juizes, professores, cientistas e demais trabalhadores que se esforçam, ou deveriam esforçar,para fazer este país sair da cauda da Europa...

Bom fim de semana

Elisabete disse...

Estou, absolutamente, de acordo consigo. Só que uma coisa não invalida a outra. Nem sequer sou grande apreciadora de futebol. Mas gosto do Pauleta. Tem uma postura e uma humildade que não são comuns nos jogadores.
Muito mais importante para mim é, sem dúvida a luta por melhores condições de vida e, sobretudo, por uma educação como deve ser para os portugueses.
Temos bons e maus médicos, juízes, professores, cientistas e demais trabalhadores, como os outros países. O que não temos é bons políticos. E ainda menos bons governantes. Está tudo errado e sem solução à vista.
O pobre do povo, ao menos, que possa ter orgulho nos seus jogadores. De outro modo, haveria muito mais gente no manicómio ou nas ruas a escaqueirar tudo.
Volte sempre!

Ibel disse...

Olha a "conversa" que o Pauleta provocou.Também tenho bastante simpatia por ele.Não sabia que ele era açoriano.Mas eu só vejo futebol nestes momentos de grande entusiasmo nacional.
Quanto aos políticos, concordo com a Elisabete ,mas também prefiro bons profissionais do "resto" do que profissionais de futebol, sobretudo as estrelas pagas a barras de ouro.Ó Elisabete, a menina est´sempre a par de tudo.Fantástica!

Elisabete disse...

Ibel,
Claro que não estou de acordo com o destaque exagerado que se dá ao futebol nem com as fortunas que ganham jogadores, treinadores, etc. Acho que são um insulto à pobreza.
Mas, por causa disso, não vou deixar de ser grata (Gosto que o meu país ganhe, sim!) a um jogador (ainda por cima micaelense), que considero um exemplo de dignidade.

emfrosa2 disse...

"He curisca"!
Ainda te lembras do Euro 2004?
O que sofremos naquela Ribeira Grande! E o que festejamos também!
Bjs
emfrosa2

Elisabete disse...

Claro que me lembro! Primeiro foi uma sessão de cinema só para mim. Depois, um tombo que podia ter-me matada e me pôs a cara preta. E sempre as "dores de barriga" quando a Selecção jogava.
Mas o mais importante: a tua amizade e companhia.
Beijoca

joão coelho disse...

Pois é, a força do futebol..ou a diferença que o Pauleta nos traz..
Gosto dele por ser humilde; por não viajar em helicópteros privados quando vai aos Açores; por não o ver nas revistas "sociais"; por ter um discurso, e esse discurso não ser um conjunto de lugares-comuns, como é habitual; por mostrar que gosta da sua terra..os Açores; por nunca ter escondido o seu sotaque "micalense"; por me parecer que tem preocupações que ultrapassam a área do futebol; e por ter conseguido uma carreira, em França, sem ter passado, antes, por grandes clubes portugueses..
E também gosto do "Pálêta" porque, em S.Miguel, ele é do Santa Clara, o meu clube de infância..

Saudações marinheiras

João Coelho