terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Cinema na Ribeira Grande

Quem tem amigos...
Longe de S. Miguel e da Ribeira Grande, mantenho o interesse por tudo o que lá se passa e... os amigos ajudam a manter estes laços que não quero quebrar. E garanto que, se lá estivesse, não faltava a nenhuma destas sessões.

Clube de Cinema da Ribeira Grande

Actividades 2011

Ciclos de Cinema

O sentido da vida (Fevereiro)

Bruscamente no verão passado (Suddenly last summer), Joseph Mankiewicz (1959)

A linha invisível (The thin red line), Terence Malick (1998)

A Máscara (Persona), Ingmar Bergman (1966)

1941, Steven Spilberg (1979)

Liberdade e revolução (Março)

O Leopardo (Il gattopardo), Luchino Visconti (1963)

O Couraçado Pontenkin, Sergei Eisenstein (1925)

1900, Bernardo Bertolucci (1976)

Bom povo português, Rui Simões (1981)

Retratos da América (Abril)

Taxi driver, Martin Scorcese (1976)

O Caçador (The deer hunter), Michaeçl Cimino (1981)

O cowboy da meia-noite (Midnight cowboy), John Schlesinger (1969)

Thelma & Louise, Ridley Scott (1991)

O Barbeiro (The man who wasn’t there), Joel Coen & Ethan Coen (2001)

Fellini a preto-e-branco e a cores (Maio)

Os inúteis (I vitelloni), Federico Fellini (1953)

Amarcord, Federico Fellini (1973)

8 ½, Federico Fellini (1963)

Fellini Satyricon, Federico Fellini (1969)

Elogio do amor (Junho)

O importante é amar (L'important c'est d'aimer), Andrzej Zulawski (1975)

O último tango em Paris (Le dernier tango à Paris), Bernardo Bertolucci (1972)

Betty Blue, Jean-Jacques Beinix (1986)

As lágrimas amargas de Petra von Kant (Die bitteren Tränen der Petra von Kant), R. W. Fassbinder (1972)

Paris, Texas, Wim Wenders (1984)

Ingmar (Julho)

Morangos silvestres (Smultronstället), Ingmar Bergman (1957)

Fanny e Alexander (Fanny och Alexander), Ingmar Bergman (1982)

Mónica e o desejo (Sommaren med Monika), Ingmar Bergman (1953)

Lágrimas e suspiros (Viskningar och Rop), Ingmar Bergman (1972)

2 comentários:

carol disse...

Que lindo edifício!

Elisabete disse...

E o interior é também muito bonito.
Para além disso, vi lá coisas de muita qualidade.