quinta-feira, 17 de janeiro de 2008

UM BOM DIA DAS AMIGAS!

Cumprindo a tradição da "nossa Ilha", juntamo-nos através deste blogue. Não podemos jantar juntas... as quatro espalhadas por quatro cidades diferentes. Mas S. Miguel e os Açores vão fazer, para sempre, parte das nossas vidas e dos nossos amores. Uma vida feliz para todas!
Para quem não sabe, festeja-se nesta altura do ano, em quatro quintas-feiras seguidas, o dia dos amigos (para os homens), das amigas (para as mulheres), dos compradres e das comadres (para os respectivos). Não me lembro se a ordem é esta, nem se há mais algum pormenor que desconheça. Agradeço a quem sabe que faça o favor de me explicar.
Não ponho aqui mais fotografias porque não tenho, mas desde manhã que as mensagens, via telemóvel, começaram a chegar. Para as amigas que aqui não estão vai também o meu abraço... Que inveja tenho por não poder estar, como vocês e com vocês, no paraíso misterioso das brumas.
*******
*****
***
*
Façam o favor de serem felizes!

7 comentários:

Ibel disse...

Elisabete,
Acabei de passar os olhos por algumas fatias inteiras do seu blogue e fiquei cheia de apetite.
O que vi de relance vai obrigar-me a outras viagens de regresso mais demoradas, porque agora tenho tarefas a realizar.
A sua sensibilidade ressalta nas imagens,nas tradições gastronómicas,nos textos que escreve , nos que selecciona, alguns em pequenas forma de citação ,mas que contêm alma profunda(gostei particulrmente da da Natália Correia).
Os Açores encontraram mais uma casa de espírito que os eterniza.
Chamo-me Maria Iasabel,sou professora do Ensino Secundário em Braga,nunca fui aos Açores,ando no Delfos há algum tempo com o pseudónimo de Lia e já espreitei o pássaro azul.
Tenha um BOM DIA; querida amiga.

Elisabete disse...

Lia,
Tenho de desfazer um equívoco. O meu blogue é este "As Ilhas Encantadas", eu chamo-me realmente Elisabete, moro no Porto, fui professora de História mas já estou aposentada. Vivi 5 anos em S. Miguel e adoro as "minhas ilhas".
Já depois de criar este blogue também descobri que há um outro que se chama "Ilhas Encantadas" e a sua dona é o pássaro azul.
Trata-se duma coincidência apenas. Pelo que me parece a senhora em questão vive em Cascais e pelos vistos também tem qualquer ligação aos Açores.
Ultimamente não tenho ido ao outro blogue, fui agora para relembrar pormenores, mas parece-me bastante bom e a dita senhora muito sensível.
É aborrecido os nomes serem praticamente iguais mas o que interessa é que as pessoas gostem e que haja muita gente a gostar das ilhas.
Se nunca lá foi, vá! Vale a pena. No entanto, mais do que ir de visita, viver lá é outra coisa. Para mim, foi uma experiência inesquecível e irrepetível (Não se deve dizer nunca nem sempre, mas...).
Gostei de a conhecer no mundo virtual.
Um abraço e apareça sempre.
Elisabete

Ibel disse...

Elisabete
Realmente ,não me pareceu que houvesse coincidências entre os dois blogues.O outro prima sobretudo por imagens bonitas;o seu por tudo o que já referi.
Sorte a sua de já estar aposentada.
Eu já tenho 35 anos de serviço, e se me quiser aposentar,levo um rombo na carteira, que nem imagina!
Voltarei mais vezes e obrigada ao Sá Couto por ter ajudado a desfazer este equívoco.
Fique bem.

emfrosa2 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
emfrosa2 disse...

Olá!

Estamos mesmo as quatro muito cintilantes!

:)
emfrosa2

Elisabete disse...

Lia,
De facto, tenho muita sorte em já estar aposentada. Mas não pense que não levei "um rombo". Roubaram-me 18%, por não ter ainda 60 anos. Felizmente, graças à minha ânsia de independência, comecei a trabalhar muito cedo. Fui tirando o Curso, tendo filhos e trabalhando, simultaneamente. E nunca me arrependi.
Quando a Ministra Ferreira Leite, fez essa lei dos 4,5%, faltavam-me uns meses para ter o tempo necessário para a reforma. Depois, veio este governo (socialista?) que piorou a situação.
Já há muito que me sentia infeliz na minha profissão. Para não ser ainda mais prejudicada, pedi a aposentação. Claro que tenho menos dinheiro, mas saí do pântano em que se tornou a Educação.
Não acho justo, nem ético, o que os sucessivos governos têm feito aos professores (e aos alunos, e ao País). Isto vai acabar muito mal...
Lamento, de todo o coração, que não possa ainda aposentar-se. Todos os dias me revolto e sofro com o que se passa nas Escolas.
Tem a minha compreensão e apoio no que precisar. Se quiser, escreva. Tem acesso ao meu e-mail.
Um abraço fraterno da
Elisabete (felizmente aposentada... mas não morta!!!

Ibel disse...

Elisabete,

Toda a vida sonhei envelhecer tarde e sonhei dar aulas até onde o meu coração aguentasse.A minha mãe foi professora primária, aposentou-se com setenta anos e teve uma depressão por causa da saudade.
Em circunstâncias normais, aposentar-me-ia com 58 anos, pois tenho 34 de serviço e 56 de idade. No entanto,se eu quiser aposentar-me actualmente(tiveram a generosidade de nos deixar ir embora com 33 anos de serviço!), vou com um desconto que me prejudica em mais de 5oo euros mensais, em moeda "arcaica" ficaria a receber perto de 300 contos mensais.
No entanto, colegas minhas com 33 anos de serviço e 61 de idade não são penalizadas.
É tudo tão disparatado e injusto, que agora só desejaria ser mais velha.
Mas o que dói é a feira da ladra em que o ensino se tornou, habilitações a peso e a retalho, sabedoria do nada, escolas em que os presidentes têm cursozecos comprados, rodeadros de outros medíocres como eles que desvalorizam as disciplinas e as pessoas das humanidades.Às vezes ,penso que vou enlouquecer ,e já tive que recorrer a quem me pudesse ajudar a aliviar as dores de todo o meu coração magoado.
Mas agradeço-lhe as palavras que me deixou .
Deve ter uma alma grande, quem tanto canto de imagem e de palavra espalha em tão belo recanto de encantar.
Obrigada.
LIA