sexta-feira, 23 de novembro de 2007

O Porto recebe os Açores

S. Miguel - Lagoa do Fogo

Porto - Rotunda da Boavista - Monumento à Guerra Peninsular

**********
Recebi, da “Associação para a Medicina, as Artes e as Ideias”, com sede na Rua do Campo Alegre, no Porto, um convite para o Jantar Comemorativo do seu 5º Aniversário.
Reparem na ementa! Deliciem-se e fiquem orgulhosos! Eu fiquei, acreditem.
Simplificando, reza assim:
************************************************
Um jantar especial...
A História
A viagem aos Açores, no passado mês de Maio, a propósito da Rota do Chá, torna o Jantar Comemorativo do 5º Aniversário da AMAI ainda mais especial. Para partilhar connosco o mistério do encantamento das Ilhas, os caprichos da Terra Vulcânica e a surpreendente e sofisticada gastronomia que daí resultam, desloca-se ao Porto a Chefe Guiomar Correia, do Restaurante “A Colmeia” (Hotel do Colégio), em Ponta Delgada. Com a ementa, que cuidadosamente preparou, chegam até nós especialidades açorianas únicas – muitas delas inexistentes no circuito comercial – e um toque mágico a Natal.
*
* *
A Ementa
Chicharro de S. Miguel Recheado, com Vinagreta de
Pimenta da Terra
Verdelho do Pico
*
Cornucópia de Frutos do Mar dos Açores
*
Lombo de Cherne com Ouriço-do-mar, em molho de pétalas
de açafroa e puré de inhame
*
Nacos Extra de Novilho dos Açores IGP, com papas de carolo no forno e abóbora assada em vinho verdelho do Pico
*
Troucha de Queijo velho de S. Miguel, com Banana e
Compota de Araçá
*
Mousse de Anona, Trufa de Ananás e Coulis de Uva da Serra
*
Bolo de Natal; Amendoins Cobertos
Licor de Tangerina
*
Os Vinhos
Vinhos da Herdade do Perdigão – Portugal cum laude
******************************************
Depois deste jantar, acho que vou participar num dos fins-de-semana temáticos da Associação: Um passeio de Burro, em Trás-os-Montes.
Imaginação e qualidade não lhes falta.

6 comentários:

Daniel de Sá disse...

Vocês têm aí no céu a cor que a gente tem na Lagoa do Fogo.
Lindo!
Um abraço amigo.

emfrosa2 disse...

Olá!
:(
Esta é a minha cara porque estou com muitas saudades de alguns "petiscos", que sei que vais provar...
Que saudades dos Açores!

Sei que estás :))
Aproveita.
Beijinhos

Elisabete disse...

O meu bom amigo, Daniel de Sá, tem andado muito atarefado a receber as homenagens dos seus conterrâneos e eu não sabia de nada? Vi as fotografias da Casa da Escrita, por acaso, no Delfos.
Fico muito satisfeita porque bem as merece. Parabéns!
Um abraço

Elisabete disse...

Pois é, querida "emfrosa", como tu dava a vida por comer agora uma malassada ou uma queijadinha de feijão ou de amêndoa, da Revoredo (já não me lembro se é assim que se escreve. Até ia um torresmo com molho de fígado.
Ai! Saudade...
Vamos lembrando, o que já não é mau.
Beijinhos

Daniel de Sá disse...

Ó minha boa amiga, também costuma pôr os olhos em Delfos? Mas que prazer sabê-la por lá!
Este ano exageraram. E foi sem darem pela data: completaram-se 25 anos sobre a publicação da minha primeira novela.
Quanto à gastronomia, asseguro que tem muito bom gosto.
(É Revoredo, sim.)

Elisabete disse...

Parabéns! Nada mais nada menos do que as bodas de prata. Obrigada pela confirmação do nome da fábrica, que faz doces e bolachas óptimos. Até as bolachas de água e sal são as melhores que conheço. O Delfos é um blogue muito interessante e, claro, vou conhecendo estas coisas porque tenho, na Ilha, uns "espiões" amigos que me vão informando.