quinta-feira, 31 de Maio de 2007

OS NOMES DAS ILHAS

Como é natural, sendo as ilhas do arquipélago desertas, foi necessário baptizá-las. No testamento do Infante D. Henrique, de 1460, são assim designadas as ilhas dos Açores: Santa Maria, S. Miguel, Ilha de Jesus Cristo, Graciosa, S. Luís, S. Dinis, S. Jorge, Santa Iria e S. Tomás.
*****
Tradicionalmente, dizia-se que as ilhas receberam os respectivos nomes de acordo com o calendário litúrgico, isto é, achada no dia de S. Miguel, ficava a chamar-se S. Miguel e por aí fora...
*****
Investigações, talvez mais fundamentadas, dizem-nos que Santa Maria e S. Miguel devem os seus nomes, respectivamente, à devoção do Infante D. Henrique e do Infante D. Pedro por esses santos. Afinal, os nomes da maior parte das ilhas estão associados à Ordem de Cristo, da qual era Mestre o Infante D. Henrique. Então:
###

© S. Dinis: foi o rei D. Dinis que instituiu a Ordem de Cristo;

© Santa Iria: tinha este nome a santa mártir, natural de Tomar, sede da Ordem;

© S. Tomás: o santo a quem é dedicada a capela do Convento de Tomar;

© Jesus Cristo: o próprio nome da Ordem;

© S. Luís: santo de que o Infante D. Henrique era também muito devoto.

###
Como vemos, algumas ilhas mantiveram os nomes originais. Outras mudaram de nome: a ilha de Jesus Cristo passa a Terceira (por ter sido a terceira a ser encontrada) [1], a ilha de S. Dinis passa a Faial, a ilha de S. Luís fica conhecida por Pico (por causa da enorme elevação, ao centro, e que é o ponto mais alto de Portugal), Santa Iria dá lugar a Flores e S. Tomás passa a Corvo.
____________________________
[1] Daniel de Sá apresenta "outra possível origem para o nome da Terceira. Não é muito crível que, tendo ela um nome tão nobre como o de Ilha de Jesus Cristo, passasse a ser Terceira, apenas por ter sido a terceira na ordem do descobrimento, e isto umas décadas depois de achada. Parece plausível que tal tenha acontecido por a estas ilhas se chamar as Terceiras", (por razões que já referimos) "e que, por ser aquela o destino mais frequente de quem para cá vinha, terá passado a ser referida apenas como Ilha Terceira pelos marinheiros, e estes eram os principais padrinhos das terras descobertas."
<><><><><><><><><>
CURIOSIDADES: Os açorianos atribuíram uma cor às suas 9 ilhas. Assim:
Santa Maria - Ilha Amarela (pelas giestas)
S. Miguel - Ilha Verde (pelos prados e matas)
Terceira - Ilha Lilás (pelas latadas de glicínias ou lilases)
Graciosa - Ilha Branca (pelas suas rochas claras)
S. Jorge -Ilha Vermelha (pela flor do café que lá se chegou a cultivar)
Pico - Ilha Preta (pela rocha vulcânica)
Faial - Ilha Azul (pelos “novelos” de hortênsias azuis)
Flores - Ilha Rosa ((pelas azáleas)
Corvo - Ilha Castanha (pelas vacas corvinas) [1]
***********
[1] Esta foi a versão que me foi fornecida por antigos alunos meus da Ribeira Grande.
O meu bom amigo Daniel de Sá fez-me o favor de mandar a devida correcção, na qual confio plenamente, que reproduzo e muito agradeço:
"Vi as cores atribuídas a cada ilha dos Açores, mas com algumas imprecisões. São Jorge não é vermelha, e muito menos por causa do café, que é coisa recente, só experimentada depois do 25 de Abril. É castanha, e suponho que por causa da Ponta dos Rosais, a primeira que se vê indo de Oriente, onde há umas rochas de uma cor espectacular (daí o nome). Aqui vai a lista completa, copiada de um sítio sobre as Ilhas do Triângulo: No caso das ilhas do "Triângulo", o Faial é a ilha Azul, o Pico a ilha Cinzenta e São Jorge a ilha Castanha. E por curiosidade aqui ficam as cores das restantes ilhas, assim as Flores é a ilha Amarelo Torrado, o Corvo a ilha Cor-de-rosa, São Miguel a ilha Verde, Santa Maria a ilha Amarelo Claro, a Terceira a ilha Lilás e finalmente a Graciosa a ilha Branca."

Sem comentários: