segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Ai! Tanta SAUDADINHA...

Saudadinha (Canção das Ilhas)
Ó tirana saudade
Ó tirana saudade
Ó tirana saudade
Saudade, ó minha saudadinha
*
Foste nada no Faial
Foste nada no Faial
Foste nada no Faial
No Faial, baptizada na Achadinha
*
Saudade onde tu fores
Saudade onde tu fores
Saudade onde tu fores
Saudade, leva-me podendo o céu
*
Que eu quero ir acabar
Que eu quero ir acabar
Que eu quero ir acabar
Acabar, onde tu fores morrer
*
in Canções do Mar e da Vida
Autor: Luiz Goes
Outros responsáveis: Leonel Neves;
João Bagão; Afonso de Sousa;
António Toscano; Edmundo Bettencourt;
Armando Goes; Aires Máximo de Aguillar;
Fernando Neto; João Gomes;
Fernando Neves

6 comentários:

Mar de Bem disse...

OLHÓ Faial!!!

Graças a Deus que estou reformada e ando de um lado para outro, como eterna viajante.
Tenho saudades, lá isso tenho, mas mato-as. E volto a tê-las. E volto a matá-las...
E cá ando : tendo e matando; tendo e matando...SAUDADES!!!

Ai, que saudades...

Ibel disse...

Voltaste, amiga!
Que saudadinha
Tinha à tardiha
quando à horinha
de te achar
ficava triste
por não te ESTAR!!!!

Elisabete disse...

Mas que meninas lindas!
Estamos aqui para matar saudades. Não é?
Beijos

Mar de Bem disse...

LIA/IBEL, Elisabete, BOM ANO!!!
Beijinhos

Jose Augusto Soares disse...

São sempre tantas as saudades...que por vezes nem apetece ouvir as nossas canções tradicionais.

Mas ouvimos!

Elisabete disse...

E lindas que elas são!